Dedo em gatilho: Conheça os tratamentos

A tenossinovite estenosante é a doença que causa inflamação do tendão responsável por dobrar o dedo, o chamado “dedo em gatilho”. Pode ocorrer em qualquer um dos dedos das mãos, sendo mais comum nos dedos indicador, anelar e polegar. Essa inflamação crônica também pode ocasionar a formação de um nódulo na base do dedo, que provoca um estalido com a movimentação.

Os principais sintomas da doença são, além da posição de gatilho, dor na base dos dedos ou na palma da mão, inchaço, diminuição na mobilidade do dedo, endurecimento e estalido. Quando não tratado, o dedo em gatilho pode “travar’ na mesma posição, causando desconforto e dificuldade para segurar objetos.

Entre as causas mais comuns estão a artrite e a movimentação repetitiva das mãos. A ocorrência prévia de infecções não devidamente tratadas, bem como a diabetes descompensada, também são possíveis causas da tenossinovite estenosante. Ainda assim, muitas vezes, a causa dessa doença inflamatória é desconhecida, sendo necessária sempre a avaliação do ortopedista unida aos exames de imagem – como a ultrassonografia.

O tratamento para os casos mais simples do dedo em gatilho é efetuado por meio da fisioterapia e repouso. Em casos resistentes ao tratamento convencional, a infiltração local de corticosteroides guiada por ultrassonografia tem alto índice de resolutividade, sendo a cirurgia reservada apenas a casos que não respondem a esse tratamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua consulta!